Volume
Rádio Offline
Redes
Sociais
As mulheres e as mães. Por Nilton Kasctin dos Santos
06/05/2021 21:55 em Opinião. Por Nilton dos Santos

          Quem já não ouviu dizer que “por trás de um grande homem sempre há uma grande mulher”? Com o advento da chamada “libertação feminina”, o provérbio ficou assim: “ao lado de um grande homem sempre há uma grande mulher”. Outro dia já ouvi que essa grande mulher não está “por trás”, nem “ao lado”, mas “na frente de um grande homem”.

         Acredito que a pessoa que disse essa frase pela primeira vez não estava se referindo às esposas, amigas ou secretárias, mas à única categoria de mulher que é capaz de influenciar de fato na vida de qualquer tipo de homem, de fazê-lo mudar de opinião para melhor com facilidade, de moldar seu caráter: a mãe.

         É claro que as mulheres em geral podem ajudar um homem a tomar decisões acertadas na hora certa, pois todas elas são dotadas de uma capacidade especial de discernir o futuro, o que os homens não têm. E não se trata de poder de adivinhação, mediunidade ou vidência; é apenas algo que mistura racionalidade e emoção, uma coisa inexplicável denominada “sexto sentido”.

         Certa vez, precisando de um empregado para nosso sítio, contei à minha esposa sobre a ideia de contratar um senhor que me foi recomendado por pessoas sérias em razão do seu impecável histórico de vida. Ela não o conhecia, mas chegou a mudar o semblante quando viu o homem chegando em nossa casa para trabalhar. Nunca vou esquecer as palavras dela: “esse homem vai nos incomodar, não quero que trabalhe um só dia pra nós”. Fiquei perplexo com tão veemente oposição. Argumentei que o homem era religioso - e dos fervorosos, parecia -, mas ela continuou: “mande esse homem embora, por favor”. Insisti, e ela então silenciou (sem concordar, é claro).

         Contratei o sujeito. Meses depois, embora trabalhando pouco e ganhando acima da média de qualquer trabalhador do ramo, o homem abandonou o serviço e ajuizou uma ação trabalhista contra mim, baseado em provas falsas. Mas a Mágida até hoje não sabe por que “não foi com a cara dele”. Muito menos eu.

         As mulheres não são fantásticas? Ai do marido que não escutar a esposa antes de fazer um negócio!

         Contudo, embora todas as mulheres tenham essa capacidade de influenciar, de ajudar um homem a tomar decisões ou manter-se em determinada posição social, só uma delas é capaz de formar, de estruturar o seu caráter. A mãe. Secretária eficiente, amiga ou esposa podem lapidar ou falquejar um pouco o caráter de um homem. Podem até tornar-se responsáveis pelo seu sucesso político, intelectual ou financeiro, contribuindo para torná-lo grande nesse sentido. Podem fazer com que o homem se mantenha em posição de destaque. Mas jamais poderão tocar na estrutura da personalidade, do caráter do homem.

         Influenciar a ponto de fazer um homem grande no que diz respeito ao ser, ao caráter, ao espírito, isso é tarefa que Deus delegou com exclusividade às mães. Tem mais. É comum encontrarmos um homem normal decepcionado com a namorada, a esposa, a secretária ou a sogra. Mas jamais encontraremos esse homem decepcionado com a mãe.

         O ensinamento que a mãe passa ao filho nunca é apenas uma lição; vem sempre misturado com fragmentos da alma. O conteúdo educativo passado ao filho sempre leva um pouco da vida da mãe a amalgamar-se à do filho, o que não ocorre em relação às outras mulheres. Por isso ouso transmudar a frase para: “NA VIDA DE UM GRANDE HOMEM E DE UMA GRANDE MULHER SEMPRE HÁ UMA GRANDE MÃE”.

         Parabéns a todas as mães pelo seu dia!

Por Nilton Kasctin dos Santos (Professor e Promotor de Justiça)

COMENTÁRIOS
Comentário enviado com sucesso!